tim cook discute privacidade

O CEO da Apple Tim Cook deu uma entrevista à VICE News onde discutiu temas importantes como o relacionamento da Apple com a China e por que a Apple bloqueou o teórico de conspiração Alex Jones, a sua aplicação e podcast – Infowars. A entrevista teve maior impacto quando Cook falou sobre importância da privacidade.

O que disse o CEO da Apple sobre o relacionamento com a China?

Sobre este assunto, Tim Cook disse que a Apple não facilitou para o governo chinês obter dados de clientes chineses, isto porque a empresa usa a mesma criptografia em todos os lugares do mundo. “Não é fácil para ninguém entender. Quero dizer, é criptografado como está em qualquer lugar. Quer dizer, temos servidores localizados em muitos países diferentes no mundo, mas não é por isso que é mais fácil obter dados num ou noutro país diferente”.

O bloqueio a Alex Jones.

Relativamente ao bloqueio a Alex Jones e à sua aplicação, Cook disse que “a remoção da mostra Infowars dos podcasts da Apple é um exemplo da importância dos cuidados humanos.” Cook também disse que “politicamente a Apple não se inclina nem para um lado nem para o outro e que não estava a tomar uma atitude política ao remover o conteúdo ofensivo de Jones.

O CEO também defende que “o que os utilizadores querem da marca, é o que sempre lhes fornecemos, uma plataforma cuidadosa. Achamos que o que o consumidor quer é alguém que analise essas aplicações, alguém que analisa os podcasts.” Cook finalizou este tema com a seguinte frase:

“Tomamos as nossas decisões de forma independente e acho que isso é que é realmente importante”.

A importância da privacidade segundo Tim Cook.

Uma das principais diferenças da Apple para as suas maiores concorrentes é o uso que a empresa faz das informações do utilizador. Enquanto que a Google e o Facebook utilizam as suas bases de dados para ter altos lucros com a venda de anúncios, a sua marca simplesmente não se interessa em lucrar com nenhuma das informações dos seus clientes. Tanto a Google como o Facebook, fazem upload de todas as informações possíveis dos utilizadores para um servidor central, a Apple costuma manter o máximo possível essas informações diretamente nos equipamentos dos próprios clientes diminuindo a probabilidade de grandes divulgações, visto essa informações não estar guardada num único servidor.

Este foi sem duvida o ponto alto desta entrevista. Segundo Cook, a Apple adotou a sua crença de longa data sobre a privacidade pessoal e colocou-a em primeiro plano como um produto principal, requisito e recurso do cliente. O mesmo fez também questão de mencionar que a privacidade no geral é uma das questões mais importantes do século XXI.

Quando se trata de privacidade e dos vários abusos que temos visto nos últimos tempos, a auto-regulamentação e o mercado falharam e podemos precisar de alguma forma de intervenção do governo.” disparou Cook.

Quandoc questionado sobre o facto da sua empresa não utilizar as informações dos seus utilizadores e poder estar a afetar negativamente as operações da empresa, Cook é categórico ao afirmar que não, e conclui que “uma das maiores asneiras ditas pelas empresas de tecnologia é a desculpa de que elas precisam de aceder às informações dos seus clientes para melhorar os seus serviços.”

Comentários